sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Evangelho


Disse Jesus:
"Em verdade vos digo: Se não vos converterdes e não vos tornardes como as crianças, não entrareis no reino dos Céus. Quem for humilde como esta criança esse será o maior no reino dos Céus. E quem acolher em meu nome uma criança como esta acolhe-Me a Mim. Vede bem. Não desprezeis um só destes pequeninos. Eu vos digo que os seus Anjos vêem continuamente o rosto de meu Pai que está nos Céus».

1 comentário:

Mariana disse...

Segundo o Evangelho de São Mateus, estas palavras de Jesus surgem como resposta à pergunta que os discípulos Lhe fazem «Quem é o maior no reino dos Céus?». Jesus responde de uma forma que, certamente, terá surpreendido os discípulos. Ele diz «Se não vos converterdes e não vos tornardes como as CRIANÇAS, não entrareis no reino dos Céus». Penso que estas palavras, tal como muitas outras de Jesus, terão sido ousadas e inesperadas pelos discípulos. Naquele tempo, as crianças eram desvalorizadas e não tinham qualquer significado social uma vez que não produziam (trabalho) e a taxa de mortalidade infantil era muito elevada. Neste sentido, quando Jesus se refere às crianças, não o faz tanto pela sua inocência ou perfeição moral, mas utilizando-a com símbolo de fraqueza, de alguém sem pretensões sociais, sem poder nem ambições. Este desejo de ser o maior, o primeiro, é referido nos quatro evangelhos. Deixo aqui uma passagem do Evangelho de São Marcos em que, mais uma vez, Jesus se refere ao “maior no reino dos céus”:
“Sentando-se, chamou os doze e disse-lhes: «Se alguém quiser ser o primeiro, há-de ser o último de todos e o servo de todos». E, tomando um menino, colocou-o no meio deles, abraçou-o e disse-lhes: «Quem receber um destes meninos em meu nome é a mim que recebe; e quem me receber, não me recebe a mim mas àquele que me enviou»" (Mc 9,35-37)
Jesus deixa bem claro qual o caminho a seguir para chegar ao reino dos céus.

Salmo 131 “Próximo da “infância espiritual””

Senhor, o meu coração não é orgulhoso,
nem os meus olhos são altivos;
não corro atrás de grandezas
ou de coisas superiores a mim.
Pelo contrário, estou sossegado e tranquilo,
Como criança saciada ao colo da mãe;
a minha alma é como uma criança saciada!
Israel, espera no Senhor,
Desde agora e para sempre!


Mariana Certal