segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Anunciar o Evangelho

"Anunciar o Evangelho não é para mim um título de glória, é uma obrigação que me foi imposta.
Ai de mim se não anunciar o Evangelho!
(S. Paulo)

2 comentários:

Mariana disse...

A História da Salvação, história do encontro entre Deus e o Homem, teve diferentes momentos com características próprias. Ordenando a História da Salvação na sequência cronológicados seus acontecimentos mais marcantes, pode dizer-se que se inicia com a Criação, passando pela vocação de Abraão, o Exôdo do povo de Israel do Egipto, a instauração da monarquia em Israel, o Exílio na Babilónia, o regresso do povo do Exílio e a construção do segundo Templo, o domínio grego e a guerra dos Macabeus até chegarmos à pessoa de Jesus Cristo. Depois d’Ele continua com o pequeno grupo dos seus seguidores e depois a Humanidade. Note-se a convergência progressiva desde a Criação com a sua dimensão de universalidade até à pessoa de Jesus Cristo e o posterior alargamento a toda a Humanidade.
De acordo com os documentos do Concílio Vaticano II, podem indicar-se três grandes momentos da História da Salvação:
1. Tempo do anúncio, da preparação e da promessa/profecia
Este é o tempo em que Deus se revela gradualmente aos homens por meio de pessoas, instituições e acontecimentos. Corresponde ao Antigo Testamento e nele se vai tornando cada vez mais presente a salvação que atinge a sua realização plena em Jesus Cristo.
“Muitas vezes e de muitos modos, falou Deus aos nossos pais, nos tempos antigos, por meio dos profetas” (Heb 1,1)
2. A Realização, “a plenitude do tempo” e o cumprimento
Este é o tempo em que a salvação preparada e anunciada se realiza em Jesus Cristo, mais propriamente, no mistério Pascal.
“Nestes dias, que são os últimos, Deus falou-nos por meio do Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, e por meio de quem fez o mundo” (Heb 1,2)
3. O tempo da Igreja
Este é o nosso tempo, o tempo da Igreja! O tempo de, como S. Paulo, anunciar o Evangelho. Também nós fazemos parte da História da Salvação integrando este terceiro momento que começa com o mistério pascal. Tal como S. Paulo, é nossa missão dar continuidade ao tempo de Cristo anunciando o seu amor até ao fim dos tempos.
“Ide, pois, fazei discípulos de todos os povos, baptizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a cumprir tudo quanto vos tenho mandado. E sabei que Eu estarei sempre convosco até ao fim dos tempos” (Mt 28, 19-20)

Mariana Certal

mccc disse...

Bem vinda Mariana! Obrigada pela tua visita e pela teu contributo no blog. Bj