domingo, 3 de agosto de 2008

O amor

A criança ama o pai e a mãe,
com o seu frágil amor.
Assim ama o homem,
Deus Nosso Senhor.





É para comentar.

3 comentários:

Cidália disse...

Parabéns São...e Bem-vinda ao Blogue!!!

O amor, nas suas mais variadas formas, é a força motriz do mundo! Já a falta dele...é o elemento bloqueador da humanidade...

Amem tudo e todos (como o Senhor nos amou...)

Loureiro disse...

É de facto verdade. O amor que o Homem tem por Deus e pelas coisas boas é sempre tão frágil e tão facilmente corruptível. Tudo é motivo para transformar amor em ódio, tudo é motivo para desistir dos ideais de verdade, bondade, humildade e transparência. Tomemos as coisas menos boas como motivos para conseguirmos fortalecer ainda mais a nossa relação com Deus e com o próximo.

mccc disse...

O nosso amor a Deus é realmente muito frágil. Esquecemo-Lo facilmente mas Ele não nos esquece~, pois é um pai sempre presente e disposto a ajudar-nos.